MEOSW'14

11:59


Bem sobre este festival vim com um misto de emoções. Adorei mais uma vez mas ao mesmo tempo nunca vi uma organização tão má. Mas vamos falar primeiro das coisas boas.

Era-mos um grupo grandinho e felizmente ninguém se chateou com ninguém, se queriam dormir, dormiam, queríamos ir ao canal, íamos, descomplicamos as coisas ao máximo. Afinal fomos para uma semana de pura diversão. Mal chegamos tivemos de deixar a nossa marca, abrimos uma garrafa de champanhe a frente da entrada principal com as nossas flutes e claro a CM a filmar-nos, foi um momento super divertido. A tarde foi para montarmos tudo e a noite foi para fazermos ums jogos e claro, beber (ninguém vai a um festival e não bebe). Fomos ver meninos da vadiagem no palco da superbock e divertimo-nos ao máximo estava muito bom. 

O segundo dia foi o único que fomos para a praia, fomos logo por volta das 11 e almoçamos na praia, a espera pelo autocarro não foi muita e em pouco tempo lá estávamos a tentar encontrar o nosso cantinho naquela minúscula praia. A água de lá é GELADA. Sou de Sesimbra e estou habituada a água fria mas aquela ultrapassa o frio (para quem conhece a água da Arrábida aquela é muito mais fria o que é difícil). Foi também esse motivo que nos levou a ficar os outros dias no canal visto que a água era "morna" e conseguíamos estar lá dentro o tempo que quiséssemos. Chegou a hora de almoço e reparamos que só levamos uma caixa com bocados de frango para 8 pessoas. Deu 3 bocadinhos a cada um... Lá fomos à procura de uma casa para comer visto que estávamos esfomeados. Fomos à "Rita" comer hambúrguers que me souberam pela vida. O resto do dia não à muito a dizer a não ser que chegou para uns valentes escaldões à malta.


Os outros dias passaram muito por acordar cedo (conseguir estar dentro da tenda depois das 9.30h é um autentico desafio) fazer umas belas de umas torradas, ir ao canal, almoçar, dormir/ir aos brindes, canal, tomar banho, jantar, jogos, concertos. Aí pelo meio ainda se ia às compras em São Teotónio ao intermarché. Para terem noção do mini-mercado que havia no recinto, queríamos comprar duas alfaces para fazer salada para o almoço e as duas custavam 5 euros!

Andei na roda gigante, joguei matraquilhos, trouxe brindes, provei os granizados da goodies que foram a melhor descoberta do festival (só tive pena de os ter descoberto no último dia, mas para minha sorte são cá de Sesimbra), vi o "Luis marreco" e diverti-me como nunca com todos. Cantei até me faltar a voz, literalmente, e agora ando cá por casa com uma dor de garganta que até choro.

Frases do sudoeste: "Isso foi o que ela disse" "O que é o jantar? Fome!"


As coisas más que tenho a apontar a primeira é o facto de terem reduzido os chuveiros. No ano passado haviam várias zonas com chuveiros espalhadas pelo campismo e este ano apenas restava o chão de cimento. Criaram uma zona única para toda a gente tomar banho o que criou imensas filas quando no ano passado tomava banho quando quisesse as vezes que quisesse sem ter que esperar.

A organização que cuidou dos transportes para o recinto é péssima. Este ano fui de comboio e depois apanhávamos um autocarro da Funcheira até ao recinto mas já não me enganam mais! Quando chegamos a Funcheira não havia autocarros suficientes para levar toda a gente. Disseram-nos que vinham mais só que ia demorar uma hora, então lá tivemos que esperar. Já eram quase 2 quando apareceu um autocarro (tinha passado mais do que uma hora) e ficamos parvos quando nos disseram que não vinham mais, o próximo só chegava lá as 4 da tarde. Tivemos sorte em ter conseguido entrar naquele mas todas as pessoas que ficaram a espera foi muito injusto. Devido a esta situação no último dia levantamo-nos cedo para ir logo para as filas de manhã, o nosso comboio era o das 3 da tarde, não eram ainda 11 e já lá estávamos. A organização era tão má que quem entrava no autocarro nem estava a por as malas na bagageira, e haviam lugares só com malas! Eram duas da tarde e ainda estávamos a espera de conseguir entrar num autocarro, eu só pensava que já tínhamos perdido o comboio e o próximo e último era às 7 da tarde. Eram 2.20 quando conseguimos entrar num e chegamos a estação às 3.30, para nossa sorte o comboio estava lá e estava já a apitar para fechar as portas e seguir viagem, o que nos valeu foi que quem lá estava se pôs nas entradas a queimar tempo para nós o conseguirmos apanhar. Se o senhor do autocarro tivesse levado mais 2 minutos pelo caminho bem podíamos nós chorar até as 7 da tarde.
Eu reclamei e só levava 1 hora de lá até a estação que saí agora imaginem quem tinha de ir para o Porto?! Se nós pagamos por um serviço ele só tinha que ser feito em condições, se venderam x bilhetes de comboio para aquele dia só tinham que assegurar o transporte de todas aquelas pessoas e no dia de irmos embora só tinha que haver um certo número de autocarros para cada hora de haver comboio de modo a que todos conseguissem ir no comboio que compraram o bilhete. Se não fosse muita gente ter perdido o comboio anterior o nosso nunca teria estado ainda lá parado.

Catarina

You Might Also Like

7 comentários

  1. Eu também fui, mas só um dia (dia 7). Tenho pena de não poder ter ido mais porque o ambiente parecia mesmo do melhor. Estive na praia, mais cheia do que já vi, a água é gelada sim e eu sou do norte sei bem o que é água gelada ;)
    Gostava de ter conhecido o canal, mas num dia não dava.

    http://inspirationswithm.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Então agora que já ficaste com o gostinho tens de lá ir passar a semana. Tirando o calor de manhã e a dificuldade de arranjar comida com preços decentes (a não ser que tenhas carro para te deslocares na zona) acho que vale muito a pena.

      Eliminar
  2. Adorava ter ido!
    Beijinhos
    Novo post: http://fafah-nails.blogspot.pt/2014/08/compras-continente.html

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Para o ano não deixes escapar a oportunidade :)

      Eliminar
  3. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar

Instagram Pessoal

Keep in touch!

Follow on Facebook